Ozônioterapia Veterinária

As aplicações de Ozônioterapia são determinadas por suas propriedades antiinflamatórias, antissépticas, de modulação do estresse oxidativo, de melhora da circulação periférica e da oxigenação. Isto determina o amplo número de patologias em que a Ozonioterapia pode ser utilizada de modo isolado ou complementar.

Várias doenças podem ser influenciadas positivamente ou mesmo curadas pelo ozônio. Este é um fato que é confirmado por uma série de investigações científicas e de publicações médicas. De modo geral, o ozônio medicinal é aplicado paralelamente a outros medicamentos, podendo ser utilizado como terapia complementar. É preciso que todos saibam que o ozônio medicinal, quando utilizado de maneira correta e indicado com segurança, é valioso, prático, eficaz.


Principais indicações:

  • Problemas circulatórios.
  • Diversas doenças e condições do animal idoso.
  • Doenças causadas por vírus.
  • Feridas infectadas, inflamadas, de difícil cicatrização, como úlceras nas patas, de origem vascular.
  • Colites e outras inflamações intestinais crônicas.
  • Queimaduras.
  • Hérnia de disco, protrusão discal e dores de coluna.
  • Dores articulares decorrentes de doenças inflamatórias crônicas.
  • Imunoativação geral.
  • Como terapia complementar para vários tipos de câncer.

 

Vias de Aplicação

  • Aplicação sistêmica via endovenosa de oxigênio-ozônioterapia ou Autohemoterapia Maior: tratamento externo do sangue do paciente, seguido de reinfusão por via EV. O ozônio reage completa  e imediatamente com substâncias específicas nos glóbulos vermelhos e brancos do sangue, e no plasma, e desse modo ativa o seu metabolismo.
  • Aplicação sistêmica autóloga ou autohemoterapia menor com ozônio : é uma aplicação, através da via intramuscular, com  sangue ozonizado.
  • Aplicação  tópica:  requer um sistema fechado de circulação do ozônio e um sistema de sucção conectado a um catalisador de ozônio. Uma parte do corpo, por exemplo uma perna, é colocada dentro de um bag, feito de material ozônio-resistente, cujas bordas são vedadas junto à pele.
  • Água bidestilada ozonizada:  É a aplicação tópica de água previamente ozonizada, diretamente sobre áreas afetadas da pele.
  • Insuflação retal: é uma via sistêmica onde o ozônio é absorvido diretamente pela mucosa intestinal.
  • Aplicação intra-articular, para-vertebral, intra discal:  o ozônio medicinal é injetado diretamente dentro do espaço articular ou na musculatura para-vertebral ou no espaço intra-discal. Este procedimento requer treinamento especial do médico ozonioterapeuta.

 

Ozonioterapia pelo mundo

Atualmente a Ozonioterapia é reconhecida pelo Sistema de Saúde da Alemanha, da Suíça, Áustria, da Itália, de Cuba, da Ucrânia, da Rússia, da Grécia, Israel,do Egito e da Austrália, além de ser praticada em 13 estados dos Estados Unidos da América (Arkansas, Washington, Califórnia, Colorado, New México, Texas, Oklahoma, Geórgia, New York, North Carolina, Ohio, Minnesota e Nevada).

Aproximadamente 15.000 médicos utilizam este método na Europa atualmente e somente na Alemanha são realizados sete milhões de tratamentos todos os anos.

Na Itália, a Ozonioterapia é recomendada pelo Governo para tratamento de hérnia de disco e lombalgias antes que o paciente seja submetido à cirurgia, com taxas de recuperação entre 60 e 95%, evitando cirurgias dispendiosas.